Animais de estimação em condomínios: dicas de como preservar um bom convívio.

Que os brasileiros são apaixonados por pets, nós já sabemos, mas na hora de escolher um “cãopanheiro” devemos nos atentar a alguns detalhes! Se você tem um membro da família com quatro patas, vai se identificar com as dicas da WWS.

O grupo WWS preparou algumas dicas para evitar conflitos com seus vizinhos e para viver em harmonia com o seu animal:

– Acostume ele com vizinhos e com o lugar de forma geral. É importante adestrar seu animal para se comportar diante dos vizinhos e do seu condomínio. Saia com ele, trace uma rotina para ele se acostumar e não latir, pular ou cheirar sem permissão.

– Prevenir é melhor do que remediar. Mesmo que seu animal esteja acostumado a andar sem coleira/focinheira, saia sempre com esses acessórios. Nunca se sabe quando seu bichinho poderá levar um susto ou se sentir ameaçado.

– Sempre saia com uma sacolinha. Caso seu pet suje as vias do condomínio, limpe rapidamente. Essa ação garante a higiene do ambiente e a boa educação, por isso os coletores de fezes são essenciais para os passeios com o seu cachorro.

– Preste atenção sempre no que mais incomoda os vizinhos. Latidos ou miados de forma demasiada sempre estão em primeiro lugar.  Você já perguntou para algum vizinho se ele se sente incomodado?

–  Mantenha o lugar do seu pet sempre limpo. Uma dica que pode parecer simples, mas não é tão simples assim. Como a gente, os pets também precisam de cuidados com a higiene. Orelhas limpas e pelo escovado são muito benéficos para os cachorros. Algumas raças necessitam de um cuidado especial com os pelos, em caso de tosa ou de troca da pelugem, pergunte ao seu veterinário. Opte por jogar as fezes em vaso sanitário no lugar de lixos, pois odores estão entre as questões mais abordadas na parte jurídica deste assunto.

– Use elevador de serviço. Usar elevadores ocupados podem causar grandes incômodos e quem mora em condomínio sabe como esse assunto levanta discussões muitas vezes, acaloradas. Respeite as regras do seu condomínio.

– Mantenha seu animal em dia com o veterinário. Pets doentes também são motivos de reclamação em condomínios.

– Cuidado com a quantidade: Outra questão importante de ressaltar, ter um pet em um apartamento equivale a um cuidado redobrado e quanto mais animais, mais cuidados para se atentar e mais supervisão de vizinhos/síndicos você receberá.

Há diversas formas de melhorar o relacionamento entre os que têm animais e os que não têm. Em condomínios onde exista um área verde, pode-se criar um local específico para os pet, por exemplo. Muitos condomínios, com áreas comuns maiores e planejadas, já contam com esse espaço.

Uma outra opção para aliviar o estresse dos pets é contratar passeadores de cães. Você pode pedir indicação para o sindico, de profissionais que já atuam no condomínio.

Compartilhe nossas sugestões em suas redes sociais e ajude seus amigos com as nossas dicas. A WWS preza por uma melhor qualidade de vida e segurança.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *