Vigilância Armada: saiba como escolher com segurança.

Armas não bastam para garantir a sua segurança. Na hora de escolher uma empresa de vigilância armada foque nos critérios e profissionais que garantem a sua proteção.

O princípio da regulamentação da segurança privada data da década de 60, com o crescimento de assaltos a bancos que ocorriam no período. O que antes era executado apenas por instituições financeiras apresentou aumento de demanda e passou a ser executado por empresas particulares de segurança. A partir daí a prática se atualizou e ganhou a companhia das escoltas de carga e proteção pessoal.

No ano de 1983 a segurança privada foi regulamentada pela Lei 7.102/1983, estabelecendo normas para constituição e funcionamento das empresas particulares que exploram serviços de vigilância e de transporte de valores.

O crescimento dos índices de violência fez com que estabelecimentos comerciais e habitacionais buscassem cada vez mais as empresas de segurança que oferecem o serviço de vigilância armada, porém a contratação de empresas sérias e regulamentadas ainda é menor quando comparada a de empresas clandestinas e ilegais.

O armamento do vigilante não basta para garantir a segurança. A empresa contratada precisa oferecer um projeto completo de segurança com análise de riscos, planejamento de procedimentos e planos de contingência. Sem o planejamento a arma pode representar um perigo ao invés de segurança. Apenas empresas sérias podem oferecer esse pacote completo.

Uma empresa regulamentada e especializada deve possuir todas as licenças necessárias e seguir todos os protocolos exigidos para oferecer confiança, tranquilidade, transparência e efetividade no serviço oferecido.

Os requisitos legais que garantem o oferecimento da segurança armada são:

  • Autorização de funcionamento, emitido pelo Ministério da Justiça
  • Certificado de segurança, emitido pela Polícia Federal
  • Revisão de autorização de funcionamento, também emitido pela Polícia Federal

Outro documento emitido pela Polícia Federal, essencial para oferecer a vigilância armada, é a Carteira Nacional de Vigilante, que comprova a realização do curso de formação de vigilantes e aptidão para o exercício da função.

Um aspirante a vigilante armado necessita ter idade mínima de 21 anos e realizar curso de formação com carga horária de 200 horas, com reciclagem a cada 2 anos com carga de 50 horas.

Além do treinamento com armamento e tiro, defesa pessoal e uso progressivo de força, o vigilante também aprende a gerenciar crise, noções de segurança privada, eletrônica, criminalística, primeiros socorros, legislação aplicada, direitos humanos e relações humanas no trabalho.

Antes de contratar uma empresa de segurança que ofereça a vigilância armada verifique se ela apresenta todos os requisitos que esse serviço necessita. O Grupo WWS é especialista em vigilância armada e desarmada e desenvolve projetos personalizados para cada cliente. Nossos profissionais têm formação específica para garantir a segurança de pessoas ou bens móveis e imóveis.

Conheça esse e outros serviços que a WWS tem a oferecer para sua segurança. Faça um orçamento agora mesmo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *